Os Abraham Respondem - Parte 2

Abraham: É bom ter uma oportunidade de lhes visitar. Estendemos nossa apreciação a Esther por permitir essa comunicação e a você por solicitá-la. Temos considerado o imenso valor dessa interação, já que ela proporcionará uma introdução ao que somos para nossos amigos físicos. Mas, mais que uma mera introdução dos Abraham em seu mundo físico, esse livro proverá uma introdução ao papel do Não-Físico em seu mundo físico, pois esses mundos são inextricavelmente entrelaçados que não há como separar um do outro.

Como a vítima atrai o ladrão?

Jerry: Posso entender ladrões sendo atraídos para os que eles roubaram, mas é difícil ver vítimas inocentes (como elas são chamadas) atraindo ladrões, ou pessoas sendo discriminadas pela atração do preconceito.

Abraham: Mas são, exatamente igual. O assaltado e o assaltante são co-criadores do evento.

Jerry: Um deles está pensando sobre o que não quer e conseguindo isso, e o outro está pensando sobre o que quer e obtendo (a essência vibracional daquilo). Em outras palavras, eles estão, como você diz, numa compatibilidade vibracional?

Abraham: Não faz diferença se você quer aquilo especificamente ou não; é a essência vibracional dos temas de sua atração que é atraída. Aquilo que você realmente, realmente, realmente quer, você obtém – e aquilo que você realmente, realmente, realmente não quer, você obtém.

O único jeito de evitar desenvolver um pensamento emocional poderoso sobre algo é não pensando sobre o primeiro não tão poderoso pensamento, que é somado pela Lei da Atração.

Digamos que você leu em um papel que alguém foi roubado. A menos que você leia algo detalhado que lhe traga grande emoção, ler o papel ou escutar sobre o roubo não irá necessário colocá-lo no modo da atração. Mas se você ler algo, ou vir algo na televisão, ou discutir aquilo com alguém, até que você comece a sentir uma resposta emocional sobre aquilo, você começará a atrair a experiência similar para perto de você.

Quando você escuta as estatísticas do percentual de sua população que será roubada esse ano, você precisa entender que os números são tão altos e estão ficando mais altos porque muitas pessoas estão estimuladas pelo pensamento. Aqueles alarmes não protegem você dos ladrões, mas, ao invés, fazem deles uma possibilidade. Eles fazem um trabalho tão bom em alertar você sobre a prevalência dos ladrões, trazendo aquela consciência para sua atenção de novo e de novo que você não apenas pensa naquilo com emoção, mas você começa a ter a expectativa daquilo. Não admira que você tenha muitas das coisas que não deseja – você dá tanta atenção às coisas que não deseja...

Recomendaríamos que se você escutar sobre um assalto, que você diga “Essa é a experiência deles. Eu não escolho isso”. E então libere o pensamento daquilo que você não quer e pense no que você quer, porque você obtém aquilo em que pensa a respeito, queira ou não.

Você veio para esse ambiente com tantos outros porque você queria a experiência maravilhosa da co-criação. Você pode atrair aquelas pessoas de sua população com quem você gostaria de criar positivamente e você pode atrair, das pessoas em sua vida, as experiências que você gostaria de criar. Não é necessário, ou possível, evitar ou esconder-se de pessoas ou experiências indesejadas – mas é possível atrair apenas as pessoas e experiências que lhe agradam.



Decidi melhorar minha vida

Jerry: Lembro-me que, quando criança, tinha uma saúde extremamente frágil e meu corpo era muito fraco; e, então adolescente, decidi e comecei a fortalecer meu corpo e aprendi como me defender. Pratiquei artes marciais e fiquei muito bom na autodefesa.

Do tempo em que eu era um adolescente até os 33 anos de idade, raramente se passava uma semana sem que eu usasse o que costumávamos chamar de “luta de punhos”, em que eu não batesse na cabeça de alguém. Então, meu trigésimo terceiro ano, após ler (na Antologia do Talmude) sobre a contraproducente vingança, tomei algumas decisões importantes e uma delas era que pararia de me vingar – e, desde então, não tenho tido que bater em ninguém. Em outras palavras, todas aquelas pessoas que eu acreditava estarem selecionando outras para começar a lutar comigo – do dia em que eu parei de praticar a luta (física e mentalmente) – aqueles lutadores provocadores pararam de vir para minha experiência.

Abraham: Assim, em seu trigésimo ano você mudou a direção de sua atração. Você vê, através do processo de viver sua vida e deixar de fora aqueles lutares, semana sim, semana não, você chegou a muitas conclusões sobre o que você queria e o que não queria. E embora você não tenha estado consciente, com cada luta que você vivenciou você se tornou claro sobre não querer aquela experiência.

Você não gostava de ser ferido, você não gostava de ferir os outros; e embora você sempre tenha se sentindo inteiramente justificado em sua razão para lutar, as preferências claras estavam nascendo em você. A atração do livro que você mencionou veio à tona por causa daquelas intenções. E quando você leu o livro, ele respondeu às questões que haviam sido formuladas em seu interior em vários níveis de seu Ser. E conforme aquelas respostas vieram, uma nova intenção foi elucidando-se e um novo ponto de atração nasceu em você.



O que há por trás de nossas religiões e preconceitos raciais?

Jerry: Porque há preconceitos?

Abraham: Constantemente é sentido que há os que não gostam de certas características em outros Seres; assim, nesse não gostar dessas características, eles são responsáveis pelo preconceito. Queremos sinalizar que não é apenas o que faz isso que causa o preconceito. Muito constantemente o que se sente discriminado é o criador mais poderoso nessa experiência. O Ser que sente que os outros não gostam dele, independente da razão – seja religiosa, racial, de gênero sexual ou status social...não importa a razão pela qual ele se sinta discriminado – é sua atenção ao tema da discriminação que atrai o problema.

 

Semelhantes se atraem ou opostos se atraem?

Jerry: Abraham, há uma afirmação que não parece coerente com o que escutamos de você. E essa afirmação é “os opostos se atraem”. Isso parece diferente do que você ensina, tanto quanto “os semelhantes se atraem”. Por exemplo, parece que os opostos se atraem, como um homem extrovertido que se casa com uma mulher tímida, ou uma mulher extrovertida que será atraída por um homem tímido.

Abraham: Tudo e todos que você conhece estão emitindo sinais vibracionais e esses sinais precisam se compatibilizar antes que a atração aconteça. Mesmo em uma situação onde as pessoas pareçam ser diferentes, precisa haver uma similaridade vibracional como base dominante para que eles estejam juntos. É a Lei. Em todas as pessoas há vibrações do que elas desejam e vibrações da falta do que desejam e tudo o que vem para suas experiências sempre se compatibiliza com as vibrações dominantes. Sem exceções.

Deixe-nos introduzir a palavra “harmonia”. Quando dois são exatamente o mesmo, então suas intenções não podem ser realizadas. Em outras palavras, um que quer vender não atrai outro vendedor. Mas a atração de um comprador traz a harmonia.

O homem tímido atrai uma mulher extrovertida porque sua intenção é ser mais extrovertido, então ele está, na verdade, atraindo o tema de sua intenção.

A caçarola magnetizada, cuja essência é ferro, atrairá para si outro objeto cuja essência for ferro (ou seja, um parafuso ou um prego, ou outra caçarola de ferro), mas não atrairá uma caçarola feita de cobre ou alumínio.

Quando você sintoniza o receptor de seu rádio para a frequência da FM98.7, você não pega o sinal da AM630 sendo transmitido de uma torre de rádio. Essas frequências precisam se compatibilizar.

Não há nenhuma evidência vibracional em nenhum lugar do Universo que valide a ideia de que os opostos se atraem. Não se atraem.



E quando o que era bom agora não é mais?

Jerry: Como é que algumas pessoas parecem atrair eventualmente algo que elas realmente queriam, mas quando acontece , elas acham que aquilo se transformou numa situação muito negativa? Isso traz dor para elas.

Abraham: Normalmente, em um estado muito distante do que é desejado, as pessoas decidem o que querem. Mas ao invés de focar sobre o desejo e praticar a vibração dele até que consigam o alinhamento vibracional com seu verdadeiro desejo – e permitindo que a Lei da Atração vá até o Universo e tragam-nas para os resultados perfeitamente compatíveis – elas se tornam impacientes e tentam fazer com que aconteça o que querem pulando para a ação. Mas quando elas começam a agir antes de terem aperfeiçoado o conteúdo de suas vibrações, o que elas conseguem é algo que se compatibiliza com a vibração corrente/atual, ao invés de algo que se compatibilize com o que desejam.

Até que você pratique sua vibração, sempre haverá um grande espaço entre a vibração do que você realmente quer e a vibração do que você está emitindo. Entretanto, sem exceção, o que vem a você se compatibiliza com a vibração que você está emitindo.

Por exemplo, digamos que uma mulher saiu recentemente de uma relação ruim onde seu parceiro a maltratava verbal e fisicamente. Ela não queria, tampouco gostava disso. Na verdade, ela odiava a vida que tinha com aquela pessoa. Assim, de seu estado de realmente saber o que ela não queria, ela faz uma declaração clara do que quer. Ela quer um parceiro que a ame e que a trate com gentileza e respeito. Mas ela se sente muito insegura sem um parceiro e quer um novo parceiro imediatamente. Então, vai a algum lugar onde está acostumada a ir e encontra novas pessoas que parecem agradáveis o bastante. Mas o que ela pode não perceber é que a Lei da Atração ainda está compatibilizando-a com o que está dominante nela. E exatamente agora, o que ainda é dominante nela é sua vibração do que ela não quer porque as partes não desejadas de sua última relação ainda são muito mais ativas em seu pensamento do que as novas intenções que foram estabelecidas. Em sua impaciência para suavizar seus pensamentos de insegurança, ela entra em ação e pula para essa nova relação – e obtém mais do que é dominante em sua vibração.

Nós a encorajaríamos a levar as coisas mais vagarosamente e gastar mais tempo pensando sobre o que ela quer até que esses pensamentos sejam a base de sua vibração dominante. E então, deixar a Lei da Atração lhe trazer seu maravilhoso novo parceiro.

Jerry: Ok, isso faz sentido. É como dizemos: “Ganhamos mais do que esperávamos”.

Abraham: Esse é o valor do Processo do Seminário Criativo. Quando você entra em seu Seminário, visualizando todas as possibilidades maravilhosas, deixando sua emoção vir quando você está tocando o que você realmente quer, e então trabalhando e se mantendo focado onde se sente bem, então você não terá muito daquilo. Você descobrirá como fazer do que você quer sua vibração dominante e então quando a Lei da Atração compatibiliza aqueles pensamentos que você têm praticado, você não ficará surpreso. Na realidade, você começará a perceber (a manifestação) das coisas maravilhosas que você tem praticado em sua mente.



Qualquer coisa é composta de pensamento?

Jerry: Tudo e todo mundo é composto de pensamento ou pelo pensamento? Ou ambos?

Abraham: Ambos. O pensamento pode ser atraído por outros pensamentos através do poder da Lei da Atração. O pensamento é a vibração sobre a qual a Lei da Atração age. O pensamento é a coisa, ou a manifestação, e também é o veículo através do qual todas as coisas são atraídas ou criadas.

Veja seu mundo como uma espécie de cozinha bem abastecida onde cada ingrediente possível, que já foi imaginado, considerado, pensado ou desejado existe em abundância, numa quantidade infinita; e veja-se como o chef, solicitando que venha das prateleiras de sua cozinha qualquer ingrediente, em qualquer quantidade que você deseja e você está misturando todos para a criação do [seu] bolo, que nesse momento o agrada.



Quero mais alegria, felicidade e harmonia

Jerry: E se alguém disser a você “Abraham, eu quero ser mais alegre. Como posso usar o que você está ensinando para atrair mais alegria, felicidade e harmonia para minha vida?”

Abraham: Primeiro, cumprimentaríamos a pessoa na descoberta do desejo mais importante de todos: a busca pela alegria. Pois, na busca e encontro da alegria você não apenas encontra um alinhamento perfeito com seu Ser Interior e com quem você realmente é, mas também você encontra alinhamento vibracional com todas as coisas que você deseja.

Quando a alegria é realmente importante para você, você não se permite se focar em coisas que não o fazem se sentir bem – e o resultado de ter apenas os pensamentos que o fazem sentir-se bem faz com que você crie uma vida maravilhosa, repleta de todas as coisas que você deseja.

Quando você mantém o desejo de ser alegre e é sensível à maneira como se sente, e consequentemente guia seus pensamentos na direção das coisas que o fazem sentir-se melhor e melhor, você aperfeiçoa sua vibração e seu ponto de atração se torna um que apenas atrairá – através da Lei da Atração – as coisas que você deseja.

Guiar seus pensamentos deliberadamente é a chave para uma vida de alegria, mas um desejo de sentir a alegria é o melhor plano para tudo...pois no alcance da alegria você encontra os pensamentos que atraem a vida maravilhosa que você deseja.



Não é muito egoísta querer mais alegria?

Jerry: Alguns diriam que uma pessoa querer ter mais alegria todo o tempo seria uma forma muito egoísta, como se desejar a alegria fosse uma coisa negativa.

Abraham: Constantemente somos acusados de ensinar o egoísmo e sempre concordamos que certamente ensinamos o egoísmo, pois você não pode perceber a vida a partir de nenhuma perspectiva que não seja a partir de sua mesmo. O egoísmo é a percepção do ser. É a imagem que você mantém de si mesmo. Esteja você focando sobre si mesmo ou sobre outra pessoa, está fazendo isso a partir de seu ponto vibracional pessoal e qualquer coisa que você esteja sentindo é seu ponto de atração.

Assim, se a partir da perspectiva do ser você está focado de uma maneira que você se sente bem, então seu ponto de atração é tal que as coisas que você está atraindo – através da Lei da Atração – o agradarão quando acontecerem.

Se, no entanto, você não é egoísta o bastante para insistir em focar de uma maneira que o faça sentir-se bem e está focado sobre algo que o faz sentir-se mal, então seu ponto de atração é tal que você está atraindo negativamente – e você não gostará do que está vindo quando acontecer.

A menos que você seja egoísta o bastante para se importar sobre como se sente e, consequentemente, direcionar seus pensamentos de tal forma que se permita uma conexão verdadeira com seu Ser Interior, você não tem nada a dar para ninguém. Todo mundo é egoísta. Não é possível ser o contrário.

 

O que é mais digno, dar ou receber?

Jerry: Parece que você veria que é certo e agradável tanto dar quanto receber. Em outras palavras, você não vê um moralmente superior ao outro?

Abraham: Por causa da poderosa Lei da Atração, qualquer coisa que você esteja dando – pela maneira como emite sua vibração - você está recebendo. A lei da Atração sempre classifica as coisas acuradamente e traz para todo mundo o produto compatibilizado de seus pensamentos. Assim, quando você dá um pensamento de Bem,-Estar, você sempre recebe o equivalente compatível. Quando você oferece pensamentos de aversão, a Lei da Atração não pode lhe trazer resultados amorosos. Isso desafia a Leia.

Normalmente quando as pessoas falam de dar e receber, estão se referindo a presentes em atitudes, ou coisas materiais, mas a Lei da Atração não está respondendo a suas palavras ou ações, mas, ao contrário, à vibração que está na base daquelas palavras e ações.

Digamos que você vê aqueles que necessitam de algo. Talvez eles não tenham dinheiro, transporte ou comida. E quando você os vê, você se sente triste (porque você está focado na necessidade deles e ativando isso em sua própria vibração), a partir desse estado de tristeza você oferece a ele a ação do dinheiro ou da comida. A vibração que você está transmitindo está na verdade dizendo-lhes “Faço isso por você porque eu vejo que você não pode fazer isso por si mesmo”. Sua vibração está na verdade focada sobre a falta de Bem-Estar deles e, consequentemente, embora você tenha oferecido dinheiro ou comida através de sua ação, seu sinal dominante está perpetuando a necessidade deles.

Encorajamos você a separar um tempo para imaginar aquelas pessoas numa situação melhor. Pratique o pensamento sobre o sucesso e felicidade delas em sua própria mente e, uma vez que essa seja a vibração dominante que você mantenha sobre eles, então, ofereça qualquer ação inspirada que você está sentindo agora. Nesse caso, por causa da vibração dominante de seu Ser, já que você está mantendo-os como objeto de atenção, você atrairá uma vibração compatibilizada do Bem-Estar deles. Em outras palavras, você os alavancará. Você os ajudará a encontra a vibração que se compatibiliza com o desejo deles por Bem-Estar ao invés da vibração que compatibiliza-se com a situação atual. Em nosso ponto de vista esse é o único tipo de doação que tem valor.

A questão não é “O que é superior, dar ou receber?”. A questão é “o que é superior, focar sobre o que é desejado ou sobre o que é indesejado?”. “O que é superior, alavancar alguém pela crença em seu sucesso ou somar ao seu desencorajamento observando onde eles estão?”. “O que é superior, estar em alinhamento com meu Ser Interior e, então, tomar uma atitude, ou estar desalinhado e tomando uma atitude?”. “O que é superior, somar ao sucesso de alguém ou somar ao seu fracasso?”.

O melhor presente que você poderia dar a alguém é o presente de sua expectativa sobre o sucesso desse alguém.

Há tantos mundos diferentes quanto observadores, Seres ou indivíduos. VOCÊ não está aqui para criar um mundo onde todo mundo seja igual, querendo e conseguindo a mesma coisa. Você está aqui para ser o que deseja ser, enquanto permite que todos os outros sejam o que eles desejam ser.



E se todo mundo conseguisse tudo o que quisesse?

Jerry: Deixe-me fazer o papel do advogado do diabo aqui. SE cada um dos Seres egoístas nesse planeta tivesse tudo que querem individualmente, que tipo de bagunça esse mundo seria?

Abraham: Não seria, e não é uma “bagunça”. Pois, através da Lei da Atração, eles atraíram para si mesmos aqueles que estivessem em harmonia com suas intenções. Você vê, esse é um lugar muito bem equilibrado, esse em que vocês vivem. Há um pouco de tudo aqui, em proporções suficientes, abundância e diferenças para dar a todos vocês os ingredientes dessa vasta e maravilhosa “cozinha” para a qual vocês vieram participar.



Como posso ajudar àqueles que sofrem?

Jerry: Vivo uma vida alegre e gloriosa, mas constantemente sou consciente de que há muita agonia sendo vivida no mundo ao meu redor. O que eu poderia fazer para tornar essa experiência de vida menos dolorosa para todo mundo?

Abraham: Você não pode criar na experiência dos outros porque você não pode pensar os pensamentos dos outros...são os pensamentos que eles estão pensando, as palavras que eles falam, ou as atitudes que eles têm que traz a resposta emocional (agonia) de seus Seres Interiores. Eles estão criando a própria agonia ao dedicar pensamentos ao que eles não querem.

Agora, o que você pode fazer por eles é dar o exemplo de alegria. Torne-se um Ser que pensa apenas no que deseja, que fala apenas o que está desejando, que faz apenas o que está desejando – e consequentemente traz apenas a emoção da alegria.

Jerry: Posso fazer isso. Posso focar no que desejo, naquela alegria e posso aprender a permitir que tenham qualquer experiência que criaram. É acurado dizer que se eu foco em suas experiências de dor, irei criar dor em minha própria experiência? Então, estarei estabelecendo aquele exemplo, o exemplo de uma experiência dolorosa?

Abraham: Digamos que alguém em sofrimento venha para sua experiência e, quando você vê esse alguém em sua situação de dor, um desejo de que bem-estar aparece em você, de que essa pessoa encontre uma forma de sair dessa situação de sofrimento, então a dor dela lhe atingiu levemente conforme você identificou rapidamente seu desejo por uma solução prazerosa. Se você, então, vira sua atenção integral para a resolução satisfatória dessa situação de dor da pessoa, você não sente uma dor real, e seria um catalisador a inspirar uma solução verdadeira para ela. Esse é um exemplo do que uma alavancagem verdadeira é. Contudo, se você apenas focar na dor dela, ou na situação que provocou a dor, você ativará em si a vibração que se compatibiliza com a dor e também começará a sentir a dor conforme começa a atrair aquilo que não quer.



Estabelecer um exemplo de alegria é a chave?

Jerry: É a chave para eu mesmo continuar procurando alegria? Estabelecer esse exemplo e permitir que os outros – realmente permiti-los – ter qualquer experiência que eles estão escolhendo para si mesmos (independente da forma como eles escolham)?

Abraham: Você realmente não tem outra escolha a não ser permitir que eles tenham qualquer experiência que estão atraindo, pois você não pode pensar ou vibrar por eles – e, consequentemente, você não pode atrair por eles.

A permissão verdadeira mantém seu próprio equilíbrio, sua própria alegria, não importa o que eles estejam fazendo. A vantagem que você oferece a eles é que você permanece em equilíbrio, conectado a seu próprio Ser Interior, alinhado com os recursos da doação de vida do Universo, e você os mantém como seu objeto de atenção, então eles se beneficiam. Quanto mais você se sente bem quando mantém os outros como seu objeto de atenção, melhor o poder de sua influência positiva.

Você saberá quando atingiu o ponto de permitir que os outros sejam quem querem ser, fazer ou ter qualquer coisa que queiram (ou que não queiram) quando estiver consciente de que eles estão fazendo isso e você não sente emoção negativa a respeito. Quando você é um Permissor, você sente alegria quando os observa experienciando tudo.

Você tem fechado o círculo com suas perguntas ao ajudar-nos a explicar as três leis que são muito importantes.

A Lei da Atração está respondendo à vibração de seus pensamentos. Quando você oferece seus pensamentos deliberadamente através da escolha de pensamentos que fazem sentir bem, você permite sua conexão com seu Ser Interior, com quem você realmente é. Quando você está conectado a quem realmente é,qualquer pessoa que você mantém como seu objeto de atenção se beneficia. E, claro, em tudo isso você sente prazer!

Com o tempo, você estará tão consciente de com se sente e se tornará tão adepto do oferecer deliberadamente seus pensamentos que estará predominantemente no estado de atração positiva. E então (realmente só aí) se sentirá confortável em deixar que os outros criem o que escolheram criar. Quando você entender que coisas indesejadas não podem se firmar em sua experiência, mas tudo que é convidado e trazido por você através do pensamento, você nunca mais se sentirá ameaçado pelo que os outros estão escolhendo viver, mesmo que eles estejam muito próximos, pois eles não podem ser uma parte de sua experiência.



Eu posso pensar negativo e, ainda assim, sentir o positivo?

Jerry: Como podemos dar nossa atenção ou ter um pensamento sobre algo negativo e não ter uma resposta emocional negativa para isso?

Abraham: Você não pode. E não sugerimos que tente. Em outras palavras, dizer “nunca tenha uma emoção negativa” seria o mesmo que dizer “Não tenha um Sistema de Orientação. Não preste atenção a seu Sistema de Orientação Emocional”. E isso é o contrário do que estamos dizendo. Queremos que você esteja consciente de suas emoções e, então, que guie seus pensamentos até que sinta alívio.

Quando você está focado em um pouco de pensamento (negativo), você sentirá um pouco de emoção negativa (indesejada). E se você estiver sensível à maneira com se sente e quer sentir-se melhor, você mudará o pensamento. É fácil mudar quando é um pensamento pequeno e uma emoção pequena. É muito mais difícil mudar quando é um pensamento grande e, consequentemente, uma emoção grande. A emoção será proporcional em intensidade à quantidade de pensamentos que você tem acumulado pela Lei da Atração. Quando mais você se foca sobre o que não quer, maior e mais poderoso aquele pensamento se tornará. Mas se você está sensível às suas emoções e tira sua atenção do objeto indesejado mais rapidamente, você começará a sentir-se melhor e parará de atrair o algo indesejado.

Quais são as palavras que aperfeiçoam o estado do bem-estar?

Jerry: Vocês poderiam nos dar algumas palavras que pudéssemos usar para nos ajudar a atrair uma variedade de coisas, como uma saúde perfeita...?

Abraham: Quero uma saúde perfeita! Gosto de me sentir bem. Gosto do bem-estar de meu corpo. Tenho muitas lembranças positivas de sentir-me bem em meu corpo. Vejo muitas pessoas que estão num estado de boa saúde e é fácil ver com estão apreciando o bem-estar de seus corpos. Quando tenho pensamentos como esses, sinto-me bem. Esses pensamentos estão em harmonia com um corpo saudável.

Jerry: E para a prosperidade financeira perfeita?

Abraham: Quero prosperidade financeira! Há tantas coisas maravilhosas prontamente disponíveis nesse mundo maravilhoso e a prosperidade financeira abre as portas para essas tantas coisas. Já que a Lei da Atração responde a meus pensamentos, decido focar predominantemente sobre a abundância que é possível, entendendo que é apenas uma questão de tempo antes que meus pensamentos de prosperidade se compatibilizem com o fluxo de prosperidade financeira. Já que a Lei da Atração me trará o objeto de minha atenção, escolho a abundância.

Jerry: E grandes relacionamentos?

Abraham: Eu quero grandes relacionamentos. Eu desfruto de pessoas boas, inteligentes, divertidas, ativas e estimulantes e amo saber que esse planeta é abundante delas. Tenho conhecido pessoas tão interessantes e amo descobrir características fascinantes nas pessoas que conheço. Parece que quanto mais aprecio pessoas, mais pessoas que aprecio vêm para minhas experiências. Amo esse tempo espetacular de co-criação.

Jerry: E sobre experiências Não-Físicas positivas?

Abraham: Quero atrair aqueles que estão em harmonia comigo, física e Não-Fisicamente. Sou fascinado pela Lei da Atração e me sinto confortado pelo conhecimento de que quando me sinto bem, posso atrair apenas o que me faz sentir bem. Amo entender que a base do que é Não-Físico é pura Energia positiva. Desfruto da utilização do Sistema de Orientação Emocional, assim posso ter um encontro com a Fonte.

Jerry: E o crescimento contínuo e prazeroso?

Abraham: Sou um buscador que cresce e é divertido lembrar que a expansão não é apenas natural, mas inevitável. Amo saber que o prazer é simplesmente uma escolha. Assim, já que minha expansão é inevitável, escolho tê-la toda – em alegria.

Jerry: E elas atrairão essas coisas?

Abraham: Suas palavras não lhe trarão as manifestações imediatas do que você está pedindo, mas quanto mais você as disser e quanto melhor se sentir enquanto as diz, mais pura, ou menos contraditória, será sua vibração. E logo seu mundo estará repleto dessas coisas que você falou...palavras sozinhas não atraem, mas quando você sente a emoção quando fala, isso significa que sua vibração é fortalecida – e a Lei da Atração precisa responder a essas vibrações.

 

Qual é a medida de nosso sucesso?

Jerry: O que vocês veem como sucesso? O que vocês diriam que é a marca do sucesso?

Abraham: O alcance de qualquer coisa que você deseja precisa ser considerado sucesso, seja um troféu, dinheiro, relacionamentos ou coisas. Mas se você permitir que seu padrão de sucesso seja o alcance da alegria, tudo o mais se adequará. Pois, no encontro da alegria, você está encontrando alinhamento vibracional com os recursos do Universo.

Você não pode sentir alegria enquanto está focado sobre algo indesejado ou na falta de algo desejado; consequentemente, enquanto você está sentindo alegria, nunca estará no estado de vibração contraditória. E apenas a contrariedade em seus próprios pensamentos e vibração pode mantê-lo longe das coisas que você deseja.
 




Desculpa, Perdoa-me, Obrigado e Eu te Amo. Descubra como estas 4 expressões poderosas podem te ajudar na busca por seus sonhos, clicando aqui

COLOQUE EM PRÁTICA O CONHECIMENTO DA LEI DA ATRAÇÃO ATRAVÉS DO MÉTODO ALFA. TREINAMENTOS MENTAIS EM MP3 PARA O AMOR, DINHEIRO, EMPREGO, SAÚDE E BEM-ESTAR. Clique e conheça.